Hematologia

O hemograma corresponde a um conjunto de testes laboratoriais que estabelece os aspectos quantitativos e qualitativos dos eritrocitos (eritrograma), dos leucocitos (leucograma) e das plaquetas (plaquetograma). O hemograma auxilia na elucidação do estado geral da saúde como, por exemplo, casos de anemias, inflamações, infecções, hematomas, hemorragias, leucemias, síndromes (doenças hereditárias) bem como, acompanhamento em tratamentos.

Tempo de jejum: Aconselhável jejum de 4hs

O dímero D é um produto da degradação da fibrina, podendo estar elevado na presença de trombos, mas também em outras situações, como no pós-operatório, na gestação, no puerpério, na doença vascular periférica, no câncer, na insuficiência renal, na sepse e em várias doenças inflamatórias, assim como aumenta com a idade, o que limita sua utilidade clínica.Tem alta sensibilidade, mas a sua especificidade é baixa; portanto, deve ser analisado com cautela, em conjunto com a avaliação de probabilidade clínica.

Tempo de jejum: Aconselhável jejum de 4hs.

O fibrinogênio é uma glicoproteína que converte-se em fibrina pela ação da trombina. Os níveis altos de fibrinogênio estão relacionados com tromboses, independente se arterial ou venosa. Existem dois tipos de alterações hereditárias: afibrinogenemia e disfibrinogenemia. A primeira trata-se de uma doença rara, herdada com caráter autossômico recessivo. A clínica varia em hemorragias que podem ser de intensidade leve a grave. Já nas hipofibrinogenemias geralmente apresenta manifestações clínicas quando associadas a trauma ou quando a concentrações baixas de fibrinogênio.

Tempo de jejum: Aconselhável jejum de 4hs.

No sistema ABO existem quatro tipos de sangues: A, B, AB e O.
Esses tipos são caracterizados pela presença ou não de certas substâncias na membrana das hemácias, os aglutinogênios, e pela presença ou ausência de outras substâncias, as aglutininas, no plasma sanguíneo.

Existem dois tipos de aglutinogênio, A e B, e dois tipos de aglutinina, anti-A e anti-B. Pessoas do grupo A possuem aglutinogênio A, nas hemácias e aglutinina anti-B no plasma; as do grupo B têm aglutinogênio B nas hemácias e aglutinina anti-A no plasma; pessoas do grupo AB têm aglutinogênios A e B nas hemácias e nenhuma aglutinina no plasma; e pessoas do grupo O não tem aglutinogênios nas hemácias, mas possuem as duas aglutininas, anti-A e anti-B, no plasma.

As aglutinações que caracterizam as incompatibilidades sanguíneas do sistema acontecem quando uma pessoa possuidora de determinada aglutinina recebe sangue com o aglutinogênio correspondente.

 O grupo sanguíneo Rh é assim conhecido pelo fato do antígeno Rh ter sido identificado primeiramente através de pesquisas no sangue de um macaco Rhesus.
A condição essencial para que ocorra eritroblastose fetal é que o pai seja Rh+ e a mãe Rh-, logo o feto será Rh+, uma vez que cumpre as leis da hereditariedade, sendo que o fator Rh positivo é um fator dominante sobre o Rh negativo.
Uma vez que a mulher Rh- e entra em contato como o sangue do feto e este é Rh+ produzirá anticorpos contra o sangue do bebê, na maioria das vezes na primeira gestação passará despecebido podem em uma próxima gestação de outro bebê Rh+ poderá provocar desde o aborto até a eritroblatose fetal. O fator Rh é essencial importância em bancos de sangue para as transfussões sanguíneas.
Quando se realiza uma transfusão de sangue, tem que verificar se o receptor é Rh-, se for, só poderá receber sangue Rh-, pois se ele receber Rh+ pode causar uma reação em seu sistema imunológico, causando hemólise. Porém se o paciente for Rh+, ele pode receber o sangue Rh-, ou seja, se o sangue for Rh+, poderá receber Rh+ e Rh-.

Preparatório: Aconselhável jejum de 4hs.

O VHS tem sido empregado no diagnóstico de ampla variedade de condições clínicas, na avaliação da gravidade de doenças e como um índice geral de saúde quando seus valores estão dentro da faixa de normalidade. É um teste inespecífico no processo inflamatório, infeccioso ou neoplásico, servindo também para monitoramento de sua intensidade e, considerando-se as limitações, da resposta à terapêutica.

Tempo de jejum: Jejum não obrigatório.

O leucograma engloba os vários tipos de células nucleadas comumente circulantes: granulócitos (principalmente neutrófilos maduros, basófilos e eosinófilos), linfócitos e monócitos. Alguns diagnósticos diferenciais estão comumente associados com determinadas alterações no leucograma, como por exemplo, infecção/inflamação com neutrofilia, reações alérgicas e infecções parasitárias com eosinofilia. Além disso, os aumentos podem ser resultantes de um processo benigno (por exemplo, infecção) ou maligno (por exemplo, leucemia). Ocasionalmente plasmócitos podem
ser encontrados no sangue periférico.

Tempo de jejum: Aconselhável jejum de 3hs.

Reticulócitos são células imaturas que perdem seu RNA aproximadamente um dia depois de deixarem a medula óssea para chegar ao sangue; sua contagem fornece estimativa da taxa de produção de eritrócitos. Uma contagem diminuída de reticulócitos indica uma medula hipoproliferativa. Uma contagem elevada de reticulócitos mostra uma recuperação medular após terapia para anemia ferropriva ou anemia perniciosa, também indica resposta medular as anemias hemolíticas e perda de sangue.

Tempo de jejum: Aconselhavel jejum de 3hs.

As plaquetas são fragmentos de células produzidas na medula óssea fundamentais para o processo de coagulação sanguínea. Sua análise baseia-se na avaliação quantitativa e morfológica das plaquetas. Exame útil na avaliação da hemostasia, monitoramento do tratamento de leucemias e púrpuras, acompanhamento de tromboses e trombocitopenias.

Tempo de jejum: Aconselhável jejum de 4hs.

Utilizado na avaliação quantitativa e qualitativa da série vermelha, analisando os parâmetros: CHCM, ERITRÓCITOS, HCM, HEMATOCRITO, HEMOGLOBINA RDW e VCM auxiliando no diagnóstico e acompanhamento de anemias e policitemias.

Tempo de jejum: Aconselhável jejum de 4hs.

A coagulação do sangue é um processo extremamente importante para nossa saúde, uma vez que evita a perda excessiva de sangue por hemorragias. Quando ocorre qualquer tipo de lesão que gera extravasamento de sangue, logo se inicia a coagulação, que se baseia em mudanças físicas e químicas do sangue, com envolvimento de vários fatores. Ela ocorre graças a uma série de reações que acontece entre proteínas chamadas de fatores de coagulação. Normalmente esses fatores são representados por algarismos romanos, e a forma ativada é indicada por uma letra “a” que aparece logo após o algarismo.

Tempo de jejum: Aconselhável jejum de 4hs.

O TP ( Tempo de Protrombina) mede a via extrínseca da coagulação, prolongando-se nas deficiências seletivas ou conjuntas dos fatores II, V, VIII e X. Como os quatro fatores são sintetizados no fígado e três dos fatores são vitamina K dependentes (II, VIII e X), o TAP também é utilizado para o monitoramento da terapia de aconticoagulantes orais, doenças hepáticas, deficiência de vitamina K, entre outras patologias.

Tempo de jejum: Aconselhável jejum de 4hs.

O Tempo de Tromboplastina Parcial Ativo (TTPA) mede a via intrínseca da coagulação. É indicado nos casos de suspeita de deficiência de fatores da via intrínseca, antes de intervenções cirúrgicas, controle de terapêutica de anticoagulantes. Os fatores envolvidos na via intrínseca de coagulação são: fator XII, XI, IX e VIII.

Tempo de jejum: Aconselhável jejum de 4hs.

Hemoglobina Glicada ou Glicosilada, também abreviada como HbA1c e até A1c, é uma hemoglobina presente nos eritrócitos humanos que é útil na identificação de altos níveis de glicemia durante períodos prolongados. Este tipo de hemoglobina é formada a partir de reações não enzimáticas entre a hemoglobina e a glicose. O exame de hemoglobina glicada é o mais importante na avaliação do controle do diabetes. Ele resume, para o médico e para o paciente, como a doença esteve controlada nos últimos 60 a 90 dias permitindo uma avaliação fiel deste período. Durante os 90 dias de sua vida, a hemoglobina (hemácia ou glóbulo vermelho) vai incorporando glicose, em função da concentração que existe no sangue. Se as taxas de glicose estiverem altas (ou baixas) durante esse período, haverá propocionalmente um aumento ou diminuição das taxas de hemoglobina glicada.

Tempo de jejum: aconselhável jejum 4hs.

Dúvidas? Vamos conversar!