Parasitologia

É usado para detectar a presença de oxiúros (enterobios vermiculares). Os oxiúros são mais comuns em crianças que adultos. Freqüentemente, contudo, se uma criança numa família tem oxiúros, os outros membros da família serão infectados. Ovos de oxiúros são normalmente encontrados em dobras da pele ao redor do anus. Eles raramente aparecem nas fezes.

Procedimento de coleta:

A colheita das fezes deve ser feita pela manhã no laboratório, sem que o paciente tenha realizado a higiene anal naquele dia.
O uso de supositórios e fármacos de administração tópica pode interferir no resultado.

Este método é recomendado para a pesquisa de ovos pesados, como o do Shistosoma mansoni, revelando também ovos e larvas de outros helmintos. Mesmo não sendo ideal para a pesquisa de cistos, estes poderão ser observados, especialmente se for corado a preparação.

Procedimento de coleta:

Defecar em vasilhame limpo e seco.

Retirar frações de fezes em diferentes partes do bolo fecal (início, meio e fim) e colocar em frasco fornecido pelo Laboratório ou adquirido em farmácia, sem líquido conservante, de modo que complete pelo menos ½ (meio) frasco.

Em três dias alternados conforme pedido médico.

Sempre que houver muco (catarro), pus ou sangue, colher esta porção para que seja analisada, informando a presença dessas substâncias ao entregar o material.

Caso seja visualizado algum parasita, coletá-lo informando o achado ao atendente no momento da entrega do material para o adequado processamento da amostra.

Identificar o frasco com nome completo.

Encaminhar o material ao laboratório em até 2 horas após a coleta. Caso não seja possível, o material deve ser armazenado na geladeira por até 12 horas.

Centrífugo-sedimentação em um sistema éter-mertiolate. É indicado na pesquisa de larvas, ovos de helmintos e cistos de protozoários.São examinadas devido a presença de protozoários e larvas de helmintos ou ovos. Os estágios de protozoários encontrados em fezes são trofozoítas e cistos. Os estágios de helmintos normalmente encontrados em fezes são ovos e larvas, ainda que possam ser vistos vermes adultos ou segmentos de vermes. Vermes adultos ou segmentos de tênia são normalmente visíveis a olho nu, mais ovos larvas, trofozoitas, e cistos podem ser vistos somente com microscópio.

Procedimento de coleta:

Defecar em vasilhame limpo e seco.

Retirar frações de fezes em diferentes partes do bolo fecal (início, meio e fim) e colocar em frasco fornecido pelo Laboratório ou adquirido em farmácia, contendo liquido conservante,de modo que complete pelo menos ½ (meio) frasco.

Em três dias alternados conforme pedido médico.

Sempre que houver muco (catarro), pus ou sangue, colher esta porção para que seja analisada, informando a presença dessas substâncias ao entregar o material.

Caso seja visualizado algum parasita, coletá-lo informando o achado ao atendente no momento da entrega do material para o adequado processamento da amostra.

Identificar o frasco com nome completo.

Encaminhar o material ao laboratório em até 2 horas após a coleta. Caso não seja possível, o material deve ser armazenado na geladeira por até 12 horas.

Este método é baseado no hidro-termo-tropismo positivo das larvas pela ação da gravidade. É um método seletivo para pesquisa de larvas e não específico, pois podemos encontrar cistos e ovos de outros parasitos. Indicado para a pesquisa de larvas de Strongyloidesstercorales e de Ancilostomideos.

Procedimento de coleta:

Defecar em vasilhame limpo e seco.

Retirar frações de fezes em diferentes partes do bolo fecal (início, meio e fim) e colocar em frasco fornecido pelo Laboratório ou adquirido em farmácia, sem líquido conservante, de modo que complete pelo menos ½ (meio) frasco.

Em três dias alternados conforme pedido médico.

Sempre que houver muco (catarro), pus ou sangue, colher esta porção para que seja analisada, informando a presença dessas substâncias ao entregar o material.

Caso seja visualizado algum parasita, coletá-lo informando o achado ao atendente no momento da entrega do material para o adequado processamento da amostra.

Identificar o frasco com nome completo.

Encaminhar o material ao laboratório em até 2 horas após a coleta. Caso não seja possível, o material deve ser armazenado na geladeira por até 12 horas.

O exame de sangue oculto nas fezes, também conhecido como pesquisa de sangue oculto, é um teste que avalia a presença de pequenas quantidades de sangue nas fezes que podem não ser visíveis a olho nu e, por isso, serve para detectar a existência de pequenos sangramentos no trato digestivo que possam indicar úlceras, colite ou, até, câncer de cólon.

Procedimento de coleta:

Coletar uma amostra de fezes ( ou conforme orientação médica), sem contaminação de urina, e acondicioná-la em frasco sem conservante.

Não colher durante período menstrual, aguardar no mínimo 48 horas após o termino do sangramento.

Informar ao laboratório sobre o uso de medicamentos como; aspirina, AAS, anticoagulantes, antiinflamatórios, iodo ou sulfato ferroso.

As fezes podem ser refrigeradas num período de 12 horas, ou encaminhadas ao laboratório até 2 horas após coleta.

Dúvidas? Vamos conversar!